Sabonete Natural sem Tóxicos: Qual é o Melhor? Aprenda a Escolher

sabonete natural

Você já pensou na quantidade de produtos químicos que possui um simples sabonete? Será possível que esse produto tão essencial do nosso dia a dia contenha substâncias potencialmente perigosas?

Leia o rótulo do sabonete que tem em casa e veja o que acha.

Ficou confuso com o monte de nome esquisito? Não entendeu nada?  

Calma que já vamos explicar!

Inicialmente, vamos entender o que é um sabonete e sua função:

 

Do que o sabonete é feito?

Os sabonetes são produzidos pela processo da saponificação. Traduzindo: uma reação química entre uma gordura (animal) ou óleo (vegetal) + um composto básico (em geral, soda cáustica ou hidróxido de sódio).

Assim, a partir dessa reação, são formados o sabão e glicerol (glicerina).

 

Qual a diferença entre sabão e sabonete?

Nenhuma: no final das contas, sabonete e sabão são a mesma coisa.

Sabonete é só um nome mais gourmet para diferenciá-lo, sendo um produto mais nobre, destinado a lavar o corpo. A maior diferença é que normalmente alguns compostos suplementares como hidratantes e fragrâncias são acrescentados aos sabonetes.

 

Como o sabonete funciona?

O sabonete (sabão) limpa nosso corpo porque as suas moléculas se ligam tanto a moléculas não-polares (como gordura ou óleo – ou seja, sujeira) quanto polares (como água).

Ou seja, o sabão se liga tanto à sujeira quanto à água que cai do chuveiro ou da pia, levando os óleos e impurezas do nosso corpo embora pelo ralo.

 

O sabonete é tóxico para nosso corpo?

Não! De forma nenhuma!

O problema dos sabonetes comercialmente vendidos não está exatamente em seus compostos principais, mas nos ingredientes complementares que são adicionados como perfumes, corantes e outras inúmeras substâncias.

A seguir, continue lendo para descobrir quais são os principais ingredientes potencialmente nocivos a serem evitados, tanto em sabonetes líquidos quanto em sabonetes em barras:

 

Os tóxicos presentes em sabonetes

 

Triclosan

O Triclosan (e seu primo Triclocarban) normalmente está presente nos sabonetes bactericidas: aqueles que dizem “matar 99% dos germes”.

Resumindo, existem diversos artigos científicos associando o triclosan a potenciais problemas para nossa saúde:

Recomendamos fortemente que você o evite: o Environmental Working Group (EWG) atribui ao Triclosan nota 7 (alto risco).

 

 

Fragrância

O ingrediente  “fragrância” ou “perfume” presente no rótulo de um cosmético representa uma mistura de vários produtos químicos aromáticos e ingredientes sintéticos que não precisam ser divulgados.

Os perfumes estão associados a:

  • Alergias;
  • Dermatite;
  • Dificuldade respiratória;
  • Potenciais efeitos no sistema reprodutivo em diversos estudos.(EWG)

Justamente por serem artificiais e não discriminadas, fica praticamente impossível garantir a segurança dos produtos cujos ingredientes contém os misteriosos “perfumes” ou “fragrâncias”.

A  International Fragrance Association (IFRA) publicou uma lista com 3.999 (!!) substâncias que são utilizadas em compostos de fragrâncias em 2015.

De acordo com o relatório do EWG, a nota dada a esses compostos é 8 (numa escala que vai até 10 e que, quanto mais alta, maior o risco). Ou seja, alto risco!

 

Benzoato de benzila (Benzyl Benzoate)

O benzoato de benzila é um composto de origem orgânica usado como solvente e conservante, e seu uso é restrito em fragrâncias.Também funciona como um inseticida.

Uma grande variedade de produtos para cuidados pessoais contém este ingrediente, incluindo loção pós-lavagem, shampoo, condicionador, perfume, creme hidratante, bronzeador e esmalte de unhas.

Estudos apontam que o benzoato de benzila pode provocar alergias na pele, dermatites de contato, ser possivelmente tóxico para o sistema imunológico humano e atuar na desregulação endócrina.

É utilizado como princípio ativo no tratamento, controle e prevenção de piolhos e sarnas.

Por lei, as companhias são obrigadas a divulgar nos rótulos se o Benzil Benzoato (Benzyl Benzoate) está presente na lista de ingredientes, seja como elemento natural de um óleo essencial ou acrescentado como um ingrediente em si, dado seu alto fator alergênico.

A International Fragrance Association (IFRA) restringiu o uso de benzoato de benzila em fragrâncias devido ao potencial de sensibilização dérmica.

Conforme o relatório do EWG, a nota atribuída a esses compostos é 6 (numa escala que vai até 10). Ou seja, risco moderado!

 

Parabenos

Os parabenos são conservantes e estão presentes em quase todos os tipos de produtos de higiene pessoal. São produtos químicos sintéticos, isto é, artificiais. Possuem função antimicrobiana, antibacteriana e antifúngica.

Aparecem nos rótulos como:

Methylparaben, Propylparaben, Butylparaben, Ethylparaben…

Estão associados efeitos negativos no sistema reprodutivo masculino (Oishi S) e indicam que os parabenos imitam hormônios femininos e podem atuar como disruptores do sistema endócrino.

Um estudo da Inglaterra identificou que 99% das amostras de tecidos de mulheres diagnosticadas com câncer de mama e submetidas a mastectomia continham pelo menos um tipo de parabeno!

Ftalatos

Ftalatos são compostos artificiais adicionados a diversos cosméticos e perfumes para estabilizar cores e fragrâncias e dão um aspecto cremoso e brilhante.

Os Ftalatos estão associados a:

  • Danos ao fígado, rins e pulmões;
  • Anormalidade no sistema reprodutivo;
  • Provocar alterações hormonais;
  • Potencialmente cancerígenos.

Nas embalagens dos produtos, raramente há a descrição literal “ftalato”, pois não há exigência da descrição individual das substâncias que compõem as fragrâncias. Portanto, se esses compostos estiverem presentes em uma fragrância, você não poderá determinar a partir da composição descrita no rótulo do produto.

Então, para simplificar sua vida, nossa sugestão é: procure por fragrância ou perfume. E fuja desses produtos!

 

Sulfato

O sulfato é um produto químico artificial responsável pela formação de espuma e atua como um detergente promovendo a limpeza.

Os sulfatos mais comuns são o Sodium Lauryl Sulfate (SLS – lauril sulfato de sódio) e Sodium Lauryl Ether Sulfate (SLES – lauril éter sulfato de sódio).

São encontrados em shampoos, detergentes de cozinha e pastas de dente.  Também são muito utilizados sabonetes, principalmente os líquidos.

Pelo seu grande poder detergente, os sulfatos retiram as barreiras de proteção da pele e do cabelo promovendo uma limpeza maior do que a necessária. Isso promove descamação, coceira e irritação na pele e no couro cabeludo.

Gordura Animal

Não é exatamente um produto tóxico, mas muita gente prefere evitar por razões éticas.

A maioria dos sabonetes comuns é feita com gordura animal, subproduto da indústria da pecuária. Se você é vegetariano ou vegano, ou mesmo deseja diminuir o consumo de produtos de origem animal, este é outro bom motivo para migrar de vez para os sabonetes naturais.

 

O que é Glicerina

A glicerina formada no processo de saponificação nas indústrias, em geral, é retirada do produto final e destinada a outros cosméticos mais nobres.

Já reparou como o sabonete comum fica ressecado se exposto por mais tempo na saboneteira sem ser utilizado? Isso acontece pois a glicerina foi retirada.

Por esse motivo o sabonete natural – que mantém a glicerina – limpa mais suavemente e é mais hidratante.

 

Óleos essenciais presentes em sabonetes naturais

O composto responsável pelo aroma é outra diferença fundamental entre os sabonetes naturais e os industriais. Nos sabonetes naturais, os óleos essenciais são o delicioso e suave perfume. Nos sabonetes comuns industriais, são as fragrâncias sintéticas.

Dessa forma, o risco de alergias e enxaquecas desencadeadas pelos aromas são bem maiores nos produtos comerciais tradicionais.

 

Sabonetes Naturais Recomendados

Confira as opções de sabonetes indicados pelo Escolha Natural. São cosméticos especialmente selecionados por serem naturais e seguros.

Existem muitas opções de excelentes marcas! Não há mais desculpas para não usar sabonetes naturais!

Caso queira um guia de cosméticos completo com receitas caseiras, naturais, veganas, livres de substâncias tóxicas e fáceis de fazer, o Escolha Natural recomenda o livro: guia completo da beleza feita em casa.

Posts Recomendados

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *