Desodorante Natural sem Tóxicos: Qual é o Melhor?

desodorante natural

Você já prestou atenção no que há na lista dos ingredientes do seu desodorante? Gostaria de evitar as substâncias nocivas presentes na maioria deles e comprar um desodorante natural?

Ficou confuso com a quantidade de compostos e informações, sem saber como agir? Não sabe quais ingredientes evitar e quais são seguros?

Então, foi para te ajudar nessa decisão que resolvemos criar esse guia prático de desodorantes (e antitranspirantes).

 

De onde vem o mau cheiro nas axilas?

Primeiramente, vamos entender de onde vem esse mau cheiro e o que acontece nas nossas axilas:

Engana-se quem pensa que o suor é o próprio “cecê”.

Esse cheirinho desagradável surge quando bactérias que estão no nosso corpo entram em contato com nossa transpiração, se alimentam de nosso suor, gorduras e proteínas e se multiplicam, produzindo, assim, os indesejáveis odores.

Continue lendo este artigo para saber tudo sobre o que deve avaliar na escolha de um desodorante.

Apresentamos várias opções de desodorantes naturais comerciais prontos e  também de receitas de desodorante caseiro

 

Antes, duas definições:

 

O que é um Desodorante?

Além de perfumar as axilas, desodorantes são produtos que possuem substâncias utilizadas para combater ou disfarçar o odor que acompanha as áreas de maior sudorese.

Utilizam em sua composição ingredientes como triclosan ou álcool, com o objetivo de matar ou dificultar a proliferação de bactérias que causam o mau cheiro.

 

O que é um Antitranspirante?

Antitranspirantes, ou antiperspirantes, são produtos que tentam diminuir a quantidade de suor inibindo sua produção ou dificultando sua eliminação pelas glândulas sudoríparas.

Esses produtos normalmente possuem formulação com derivados do alumínio, como o cloridrato de alumínio, por exemplo.

Basicamente existem 3 formas de se prevenir o mau cheiro:

  • mascarar o odor formado;
  • controlar a proliferação de bactérias;
  • controlar a transpiração.

 

A principal forma de mascarar o odor corporal é feita por meio de fragrâncias e perfumes adicionados ao desodorantes/antitranspirantes.

O controle da proliferação de bactérias e o controle da transpiração são feitos por meio dos ingredientes ativos do desodorante e do antitranspirante, respectivamente.

 

Princípio Ativo dos Desodorantes

O princípio ativo dos desodorantes é geralmente algum bactericida cujo objetivo é o controle da proliferação das bactérias que causam a formação do odor.

Em geral são Etanol (no máximo 60%) e Triclosan (no máximo 0,3%). Outros componentes também encontrados nos desodorantes são o EDTA Tetrassódico, BHT e Bicarbonato de Sódio/Potássio.

 

Princípio Ativo dos Antitranspirantes

O principal componente ativo dos antitranspirantes é algum derivado do alumínio, como cloridrato de alumínio ou cloridróxido de alumínio, cujos cátions Al3+ coagulam as proteínas da pele formando uma película gelatinosa bloqueadora que provoca o fechamento dos dutos das glândulas sudoríparas, reduzindo a produção do suor.

Por esse motivo, existe o risco de obstrução dos poros e inflamação da glândula e, dessa forma, muitas pessoas apresentam irritação a componentes derivados do alumínio.  

Com relação aos antitranspirantes que dizem possuir ação prolongada de 24, 48 ou até 72 horas, basta entender que a ação é tão mais prolongada quanto maior a concentração desses ingredientes.

Um esclarecimento: nem todos os desodorantes são antitranspirantes, mas quase todos os antitranspirantes também possuem algum ativo de desodorização.

 

Perigo à vista!

 

Substâncias Tóxicas de Desodorantes

Passemos agora a entender o que cada um dos principais compostos ativos pode causar no nosso corpo e quais as preocupações existentes:

 

Triclosan

De forma resumida, existem estudos indicando que o Triclosan apresenta sérios riscos para nossa saúde.

Está associado com danos ao fígado e maior risco de câncer e cirrose (YUEH et al., 2014), com diminuição no nível dos hormônios da tireoide (Veldhoen et al., 2006) e com o aumento na suscetibilidade a alergias em indivíduos jovens (Rees Clayton EM et al., 2003-2006).

Vários estudos apontam para o fato de que o triclosan propicia a resistência bacteriana, ou seja, faz com que as bactérias que queremos eliminar se tornem superbactérias.

Além disso, existem evidências de que o triclosan possui propriedades que favorecem a bioacumulação em espécies selvagens.

O Environmental Working Group (EWG) dá ao Triclosan uma nota 7 (alto risco), o que significa que você definitivamente deve evitá-lo!

 

Alumínio

No mundo dos cosméticos, o alumínio é utilizado principalmente em desodorantes e antitranspirantes, mas também é encontrado em outros produtos, como batons e esmaltes.

Três principais riscos/problemas associados com o uso de antitranspirantes:

(1) bloqueio da liberação de toxinas através do suor:

O alumínio dos desodorantes atua como antitranspirante, ou seja, obstrui os poros da pele e impede a eliminação das toxinas pelo suor. Dessa forma, as toxinas vão se acumulando nas glândulas localizadas abaixo das axilas.

(2) possível associação com câncer de mama:

Não há unanimidade científica entre o vínculo direto entre antitranspirantes contendo alumínio e câncer de mama.

Mas…diversos estudos  científicos (P.D.Darbre; McGrath KG) apontam a existência de evidências de que o alumínio pode ser, sim, um produto muito nocivo.

(3) possível associação com a doença de Alzheimer:

Diversos estudos (Shaw CA et al., Tomljenovic L, e  Exley et al. ) correlacionam doenças degenerativas, como Parkinson e Alzheimer, ao uso de alumínio.

 

Parabenos

Os parabenos são largamente utilizados como conservantes em quase todos os tipos de cosméticos e produtos de higiene pessoal. São produtos químicos sintéticos (isto é, fabricados) com capacidade solvente, antimicrobiana, antibacteriana e antifúngica muito eficaz em muitos tipos de fórmulas.

Como aparecem nos rótulos:

Methylparaben, Propylparaben,Butylparaben, Ethylparaben…

Existem estudos indicando que os parabenos imitam hormônios femininos, como o estrogênio, e podem atuar como disruptores do sistema endócrino. A presença do parabeno pode ser um fator contributivo no câncer de mama devido à sua capacidade de imitar o hormônio feminino, que é conhecido por impulsionar o crescimento de tumores mamários.

Um estudo da Universidade de Reading, na Inglaterra, analisou  amostras de tecido de mulheres diagnosticadas com câncer de mama e submetidas a mastectomia e descobriram que 99% das amostras de tecido continham pelo menos um tipo de parabeno e 60% das amostras tinham pelo menos cinco!

Outros estudos (Oishi S) associaram o parabeno a efeitos negativos no sistema reprodutivo masculino. Em testes com ratos, a produção diária de esperma de todos os grupos que receberam propilparabeno diminuiu significativamente. Em um dos estudos, o grupo que recebeu a dose mais alta de butilparabenos teve uma queda de 41,8% na contagem de esperma. Os pesquisadores concluíram também  que a concentração de testosterona nos ratos diminui de forma dependente da dose. A ingestão diária de butilparabenos que causou esses efeitos é semelhante ao menor nível de ingestão diária aceitável para parabenos na Comunidade Européia e no Japão.

As notas dos derivados mais comuns dos parabenos variam de 4 a 7, de acordo com o relatório do EWG.

 

Propilenoglicol (Propylene Glycol)

O propileno glicol atua como: antiaglomerante, adicionado a alimentos em pó; anticongelante; hidratante antioxidante e realçador de sabor também em alimentos; emulsificante; umectante; solvente em produtos cosméticos e medicamentos.

O propilenoglicol é um álcool orgânico comumente usado como agente condicionador da pele.

Em estudos científicos, foi associado com dermatite de contato irritante e alérgica, bem como urticária de contato em humanos (EWG)

De acordo com o relatório do EWG, a nota dada a esse composto é 3. Ou seja, risco moderado!

 

Fragrâncias ou Perfumes

A palavra “fragrância” ou “perfume” no rótulo de um produto representa uma mistura não divulgada de vários produtos químicos aromáticos e ingredientes sintéticos utilizados como dispersantes de fragrâncias.

As misturas de fragrâncias são associadas a alergias, dermatite, dificuldade respiratória e potenciais efeitos no sistema reprodutivo em diversos estudos.

Justamente por essas misturas serem sintéticas e não identificadas, fica muito difícil garantir a segurança dos produtos cuja composição contém os misteriosos “perfumes” ou “fragrâncias”.

Se a empresa não divulga, se não sabemos do que é feito, preferimos evitar!

De acordo com o relatório do EWG, a nota dada a esses compostos é 8 (numa escala que vai até 10, e que quanto mais alto, maior o risco). Ou seja, alto risco!

 

Guia de Compras de Desodorante Natural

Agora, com base nessas informações, já saberemos ir à farmácia ou ao supermercado e escolher o melhor produto para nosso corpo, não é mesmo?

Bem, mais ou menos…. Mesmo com todas essas informações, ainda é muito difícil escolher entre tantas opções, tantas produtos e marcas diferentes. É tudo muito confuso! Nós te entendemos.

Passamos, acima, a base do conhecimento para você entender o que deve ser evitado.

Mas, além disso, ainda pesquisamos vários produtos, dos comuns e populares que todo mundo conhece (normalmente os mais nocivos), aos mais artesanais e naturais.

A seguir, apresentamos produtos e suas características, tudo isso para facilitar sua vida e suas escolhas!

Lembre-se: se estiver na dúvida, Escolha Natural!

 

Desodorantes não recomendados

Sim, sabemos que são muitos e que são os mais populares (provavelmente o que você usa está na nossa lista de não recomendados =O ).

Não recomendamos a maioria dos desodorantes comerciais vendidos atualmente.

Para saber o que deve evitar, fizemos essa listinha abaixo.

Ao ir no supermercado ou na farmácia , compare esses compostos com os que estão na composição dos desodorantes. Para facilitar, você pode imprimir!

Sugerimos evitar os produtos que contenham:

Composto a Evitar Como pode aparecer nos rótulos
Triclosan Triclosan
Alumínio Aluminun: Aluminum Chlorohydrate; Aluminum Chloride; Ammonium Alum; Aluminum Sulfate
Parabeno Parabens: Methylparaben, Propylparaben, Butylparaben, Ethylparaben
Propilenoglicol Propylene Glycol
Frangrância Fragrance ou Perfume

 

Escolhas Naturais

Dentre as opções de produtos naturais, temos aqueles que podemos comprar já prontos, facilitando nossas vidas, mas também temos receitas caseiras fáceis e baratas!

E claro, reunimos as principais informações abaixo para você:

 

Desodorantes Naturais Recomendados

Para a lista completa com nossas indicações de desodorantes naturais disponíveis à venda, não deixe de conferir as nossas recomendações. São produtos selecionados por serem naturais e seguros. Além claro, de serem sem crueldade com animais e preferencialmente orgânicos. 

 

Receitas Caseiras de Desodorante Natural

Dentre as escolhas naturais, uma das maneiras mais baratas e saudáveis (além de divertidas), é criar, você mesmo, seu desodorante natural caseiro.

Dessa forma, reunimos as melhores receitas de desodorantes caseiros e naturais.  

Caso queira um guia de cosméticos completo com receitas caseiras, naturais, veganas, livres de substâncias tóxicas e fáceis de fazer, o Escolha Natural recomenda o livro: guia completo da beleza feita em casa.

Posts Recomendados

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *